Saiba como fica aposentadoria para policiais após a Reforma

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
aposentadoria para policiais

Conheça as novas regras para aposentadoria policial e garanta o melhor benefício para você!

A Reforma da Previdência trouxe mudanças para todos os segurados, mas você já sabe o que mudou na aposentadoria para policial? Tempo de contribuição, idade mínima e tempo de serviço fazem parte das alterações para estes cargos.

Quer saber como fica aposentadoria para policiais com as novas regras? Então continue a leitura deste post para descobrir!

Como fica aposentadoria para policiais?

Antes, o único requisito solicitado pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) para a aposentadoria de policial era um tempo mínimo de contribuição e de exercício no cargo. Com a aprovação da emenda constitucional 103, que regulamenta a Reforma da Previdência, novos requisitos foram adicionados.

As novas regras para aposentadoria policial são válidas apenas para profissionais da esfera federal e incluem uma idade mínima aos requisitos para solicitar o benefício. Além disso, o tempo de contribuição também foi alterado.

Outro ponto importante para saber sobre a aposentadoria de policial é que as normas são diferentes para quem já está na ativa e para quem ingressar na carreira após a aprovação da Reforma. 

Novas regras para aposentadoria policial após a Reforma

As alterações na modalidade de aposentadoria para policial são válidas para profissionais federais, agentes socioeducativos, policiais civis do Distrito Federal, rodoviários federais, policiais legislativos, ferroviários federais e agentes penitenciários federais. 

Entenda as mudanças na aposentadoria policial após a Reforma da Previdência:

  1. Regras de aposentadoria para policiais em ativa

  • A idade mínima é de 52 anos para as mulheres e de 53 para os homens
  • O tempo de contribuição é de 15 anos para mulheres e 20 para os homens
  • Para conseguir aposentadoria integral, o profissional pode optar pelo sistema de pedágio 100%, no qual deve-se pagar um “pedágio” sobre o tempo restante para completar o tempo de contribuição determinado pela Reforma da Previdência. 

Por exemplo, faltam 2 anos para completar o tempo determinado (15 anos para mulheres e 20 para homens), o policial deve acrescentar mais 2 de pedágio para se aposentar por esse sistema. 

  1. Regras de aposentadoria para policial que iniciar a carreira após a Reforma

  • A idade mínima estabelecida pela Reforma da Previdência é de 55 anos para homens e mulheres
  • O tempo de contribuição sofreu alteração e agora é de 30 anos para homens e mulheres
  • Com a Reforma, é preciso ter 20 anos de exercício na atividade para mulheres e 25 anos para os homens. 

As alíquotas de contribuição também sofreram ajustes pelo INSS, por isso é importante ficar atento às mudanças da sua categoria para fazer um bom planejamento e não ser pego de surpresa. Lembre-se de consultar um advogado para encontrar o melhor sistema para você e  garantir o melhor valor de aposentadoria policial após a Reforma. 

Para te orientar e cuidar de todo o processo de aposentadoria para policial, a Christine Souza Advocacia conta com profissionais especializados na área de direito previdenciário. Entre em contato com a equipe para tirar suas dúvidas!

Ainda tem dúvidas sobre as novas regras? Acesse o site da Christine Souza Advocacia e converse com um advogado especializado em direito previdenciário!

 

Leia também: Entenda o que é e como funciona o direito ao melhor benefício

Deixe seu comentário

Sobre nós

Nosso escritório iniciou as atividades jurídicas no ano de 2000, associando-se a Advogados com ampla experiência e atuação nacional em diversas áreas do Direito.

Últimos Post

Contate-nos

Deixe seu contato, Ligamos para você!
Falar com um especialista agora!